3.9.06

O que é o virtual?


Manchete do jornal A Tarde de hoje: Internet facilita o tráfico de prostitutas.
Ora, os classificados dos jornais (inclusive os do próprio A Tarde) não fazem a mesma coisa? - pensei. A diferença é apenas de escala. A Internet sem fronteiras versus o jornal impresso, cuja cobertura é basicamente regional.
Pierre Levy, em seu livro Cibercultura (Editora 34: 2000), ressalta a maneira quase sempre sensasionalista com que a mídia tradicional se refere à Internet. As razões para isso vão desde simples reação à concorrência até a quase impossibilidade de compreender esse novo espaço, dentro do qual os jornais ainda não conseguiram se posicionar adequadamente.
O espaço virtual não é melhor nem pior do que o espaço "real". De um modo ou de outro, ambos foram/estão sendo colonizados pelos mesmos homens. A diferença é que temos, ainda, a oportunidade de construir no ciberespaço um mundo mais justo e mais democrático.

2 comentários:

Claudia disse...

Acho engraçado esse terror q se tem hj da internet...
Aconteceu algo bem parecido c o rádio, qdo surgiu a televisão. Todos pensaram q o rádio iria ter um fim imediato..
Ele está até hj e cd dia c um papel mais importante socialmente falando..
Agora é a vez da televisão ver q isso não é só um caso de um concorrente, mas sim da evolução natural das mídias e da comunicação em si.
São mídias diferentes e só..
A televisão vai continuar existindo, assim como a imprensa escrita.. Na minha humilde opinião..
Bjo, Zé..

Pati Haddad disse...

Sabe, minha mãe tem verdadeiro horror ao "Orkut". Para ela, é a perdição total. Na verdade, esse era o pensamento dela quanto à internet de modo geral. Hoje, com a fama que o tal "site de relacionamentos" conquistou, as armas viraram-se contra ele. Tento explicar que é igual ao jornal O Globo. Tem a sessão de cultura, tem as notícias do dia, tem tragédia, tem coisas legais, tem ciência e tem aquela sessão lá no final dos classificados... Lê quem quer, o que quiser...