14.10.06

Dona Vevé



É ela quem varre a rua onde moro. Vaidosa, sempre maquiada, com bricos coloridos nas orelhas e um sorriso deste tamanho estampado no rosto.

Um comentário:

Pati Haddad disse...

Quanta simpatia neste rosto. Isso nos põe pra pensar. Ao menos eu estou aqui pensando o que é a felicidade para cada um e como cada um expressa a felicidade. este sorriso, ainda que proposital para um clique, é sincero. Ela está feliz no momento. E eu? Quando estou feliz, como me expresso? E quando não estou? Quando não estou, começo a disparar minhas filosofias baratas e estapafúrdias, e geralmente descarrego no primeiro que encontro. Ainda que seja o sistema de comentários de um blog... Risos!