19.11.06

Mentira!

A mentira é um tema que me atrai muito, inclusive profissionalmente. Pesquisando a respeito, encontrei este texto do Millor Fernandes, genial como de hábito.

DECÁLOGO DA MENTIRA

I. Um homem que mente e diz que mente, mente ou não mente? Se diz a verdade quando diz que mente, não mente. E, se diz mentira quando diz que mente, também não mente.

II. Vantagem extraordinária é a do mentiroso. Enquanto os outros sabem apenas o que sabem, ele sabe sempre alguma coisa mais.

III. A mentira é a mais-valia arrancada da credulidade. Já que a mentira só existe quando há um crédulo. Pois ao cético ninguém mente. Ele não crê nem na verdade.

IV. O que vive repetindo a palavra indubitável é, indubitavelmente, um mentiroso.

V. Mentimos mesmo quando estamos sozinhos.

VI. Jamais diga uma mentira que não possa provar.

VII. Uma mentira é a do que mente. Outra é do escutador (imitando Guimarães Rosa).

VIII. É inútil apontar alguém como mentiroso. Todo mundo é.

IX. Desenvolveu tanto a arte da mentira que todos acreditam nele. Ele é que não acredita em mais ninguém.

X. A inverdade, apanhada na hora, chamamos de mentira deslavada. Um ano depois será considerada apenas uma outra faceta da verdade. Se persistir na memória, diremos que é um rapto de imaginação da pessoa que a pronunciou. Um século depois já ninguém mais saberá quem disse, e ela será parte fundamental da sabedoria popular, se transformará em fantasia, em ode, em épico, quem sabe em conceito geral de eternidade filosófica?


6 comentários:

Jorge disse...

Tenho um colega que mente tanto que ele próprio acredita em suas mentiras, e eu, que já estou acostumado com suas mentira às vezes acredito nele de tão competente que o é na arte da mentira. Esse tema da mentira é realmente complexo e que atire a primeira pedra quem não for um mentiroso moderado ao menos. Mentimos até quando pensamos não mentir.

Ciça disse...

É um pouco difícil pra mim entender isso pq não aceito mentiras. Eu não minto nunca...............

Your Lady disse...

Tive um envolvimento emocional com um homem que mentia tanto que ele acreditava na própria mentira. Penso que quando isso acontece, para ele, a mentira se torna uma verdade absoluta ... risos

Beijos, Zé

josé alberto farias disse...

Que mentira é essa, Ciça?
;-)

Jorge disse...

Concordo, Alberto.

E como havia dito "Mentimos até quando pensamos não mentir"

Carlos Emerson Junior disse...

O Millor diz no "VI) Nunca diga uma mentira que não possa provar". E muita gente mente e prova!
Outra boa é a X, que as mentiras com o tempo acabam virando verdades.
Mas acho que todos nós mentimos, não é ?