9.12.06

Papai Noel

Falando sério, o Natal é sempre um grande desafio para as agências de propaganda. Como fugir da mesmice? Será que é possível escapar da figura do velho gordinho, bonachão, vestido de vermelho e com um saco nas costas? Papai Noel é um ícone global e qualquer criativo sabe das vantagens de usar um personagem conhecido, com o qual o público se identifique positivamente.

O problema é como utilizar esse ícone e, ao mesmo tempo, se diferenciar dos milhares de outros anunciantes que estarão usando o mesmo ícone. Obviamente, a maioria não consegue superar tal dificuldade e o que vemos por aí são comerciais "bonitinhos" e ineficases, pois não conseguimos sequer lembrar, 5 minutos depois, o nome do anunciante.

Exemplo raro de comercial que faz diferença é este da C&A americana. Com ousadia, irreverência e humor eles conseguiram mostrar um Papai Noel memorável. Veja!

5 comentários:

Ciça disse...

Pelamordedeus Zé... pirou manozinho??? Égua que vou passar a noite imaginando o pinto do Papai Noel pulando naquela cena... e eu já tenho problemas com pesadelos

dedê disse...

Vim fazer uma visitinha e peguei o papai noel com as calças na mão :).

E por falar em desafios das agências, coincidentemente acabei de ver um trabalho que um amigo publicitário fez para o Banco Real, e achei incrível a idéia de poder "montar" um papai noel alternativo, com roupas, acessórios diferentes etc.

Xereta lá no site do www.bancoreal.com.br, na Exposição de Natal. Não sou banqueira nem dona da agência do meu amigo, juro!. Só achei muito criativo e fico orgulhosa de ter saído da cachola de um amigo, rs.

Grande beijo

Claudia disse...

Pooooooooooo..
Sacanagem!!
E eu q já tinha começado a escrever a minha cartinha..
Hunpf!!
Bjk.

Carlos Emerson Junior disse...

Ué, não sabia que o Papai Noel ia ao banheiro...

Baiano disse...

Papai Noel soltando o barro... ou o berro? Sei lá.
O fato é que o bom velhinho sacaneou com um de seus admiradores. Tomara que não tenha sido a minha cartinha.