18.2.07

Barraca Odoyá-Iemanjá


Paulo Francis disse certa vez que "Intelectual não vai à praia. Intelectual bebe." Eis, então, um lugar perfeito para por em prática a célebre frase, com a vantagem de ter a praia a seus pés. A barraca Odoyá foi uma das primeiras a se instalar em Vilas do Atlântico, sob os cuidados do meu falecido amigo Guimarães. O velho Guima era uma figura simpatissíssima, elegante no trato com os clientes, amante da boa música e dono de um impensável espírito empreendedor. Estabeleceu um padrão de qualidade e responsabilidade socio-ambiental que foi seguido pelas barracas que se instalaram posteriormente.

A Odoyá, atualmente, é comandada pela viúva do Guimarães, empenhada em preservar aquilo que ele implantou. O lugar é limpo, tem uma excelente infraestrutura, a comida é deliciosa, a cerveja é gelada e o atendimento é rápido. Quer mais o que? Gente bonita? Tem de sobra.

Enfim, um lugar perfeito para intelectuais que só querem beber, conversar e ouvir música. Mas, se você preferir, pode deixar o intelecto em casa e se esbaldar nas areias e nas piscinas naturais que se formam bem em frente quando a maré está baixa. Eu recomendo.



______
Pós-post:

Vilas do Atlântico é um condomínio residencial, localizado no Km 5 da Estrada do Coco, em Lauro de Freitas, município que faz divisa com Salvador.

6 comentários:

Almost disse...

Txiiii!... Eis o local ideal para ler um bom livro, tomar uma caipirinha, piscar o olho à garota da mesa do lado, escrever um bilhetinho, caminhar na areia, dar um mergulho, tomar outra caipirinha, ler mais um pouquinho e combinar um jantar romântico...

Praia dá com tudo, intelectual é que não sabe tudo: anda aprendendo!

Viviana disse...

Eu digo que a melhor coisa que inventaram nesse mundo depois das praias foi o avião!rsssssssssssssssss

Claudia disse...

Essa barraca é muito bacana mesmo..
Odoyá!!
Bjks..

Ciça disse...

Odeio quando vc coloca uma coisa dessas no ar. Parece implicancia... só pra me matar de inveja!!!

Fugu disse...

Adoro Salvador, adoro caipirinha e o quiosque parece ótimo mesmo. Mas onde fica Vilas do Atlântico?

Carla disse...

Ai, que saudade. Essa e a barraca preferida do meu marido. Ele e louco pelo peixe frito que fazem la. Sempre que voltamos ao Brasil passamos uns belos dias por la.