8.2.07

Como estragar uma boa idéia




Sérgio Guerra é um excelente fotógrafo e produtor cultural. A idéia de promover uma grande exposição a céu aberto das suas fotos, sob o título "Salvador Negro Amor", é muito boa. Mas o projeto de Sérgio peca pelo excesso.

Primeiro, o excesso de fotos. Salvo engano, são 240 imagens. Algumas são geniais, mas se perdem dentre outras tantas que não acho tão boas assim. Segundo o excesso de meios: as fotos são exibidas em outdoors, painéis de diversos tamanhos e formatos, cavaletes e posters presos nos postes de iluminação. Essa mistura de mídias, faz com que a exposição não tenha unidade e se confunda às vezes com cartazes publicitários. Alguns suportes são mal produzidos e terminam empobrecendo o material exposto.

O projeto Salvador Negro Amor, que contou com o apoio da Petrobrás, poderia ser algo memorável, se o autor tivesse feito uma seleção rigorosa das fotos, escolhendo um número menor de imagens, e exibindo-as em painés montados para esse fim. Da maneira como foi executado, Salvador Negro Amor se misturou à já caótica paisagem urbana de Salvador e poucas foram as fotos que conseguiram sobressair em meio a tanto ruído visual.

É uma pena que Sérgio Guerra tenha deixado de levar em conta o fato de que em fotografia, como em tantas outras coisas, menos é mais.


4 comentários:

Sarah K disse...

Zé, concordo contigo, perdeu-se muito com o excesso e a desorganização. Uma idéia tão genial que desperdiçou-se. Isso que vc falou das várias formas de expor acontece mesmo, principalmente quando vemos fotos presas aos postes. Como é um hábito aqui todo ano no carnaval colocar propaganda presa aos postes, muita gente comenta que as fotos são da decoração do carnaval.
Em resumo pouco se sabe da exposição e do seu real objetivo.
Rrrsss, coisas de baiano, que como já diz o ditado "...não nasce, estréia" ... rssss
bjs!

Claudia disse...

Das q eu já vi(e não vi muitas), devo confessar q achei todas fraquíssimas(quem sou eu p criticar, mas falo tecnicamente mesmo), c exceção de duas ou três..
Acho q como vc disse, a idéia é bacana e poderia ter sido mais bem aproveitada..
E olha q vc nem mencionou uma questão que está rendendo polêmica, entre os apreciadores de celeuma, o mau uso de dinheiro público.. Abafa o caso..
Uns chamam de exposição fotógrafica, outros de invasão..
http://www.bravoonline.com.br/noticias.php?id=2416
Ah, mas tb se não rolasse nenhum comentário, não ia ter graça, é??rs..
Bjo..

Homem-Baile disse...

Daqui de longe, mesmo sem ter visto, concordo com seus argumentos... Mais de 200 fotos é demais.

Anônimo disse...

Ninguém reclama do patrocínio da Petrobras ao Flamengo. Na verdade poucos percebem o dineheiro público estampado na rubro-negra, e estou certo que poucos veriam o dinheiro público se as imagens registrassem brancos no lugar de negros.
Acredito que a tua crítica é pertinente no que diz respeito à super exposição, ainda que discorde, porque neste caso é melhor sobrar do que faltar. Quanto aos que não entendem... não adianta explicar. Porque isso para eles é uma piada, e piada não se explica.