2.3.07

Você tem fome de que?



"É, doutor, a coisa não tá fácil pra ninguém."
Leio no Província da Bahia que os motéis populares de Salvador resolveram "partir para a ignorância" - como se diz por aqui - e adotar uma estratégia agressiva de promoções para atrair fregueses. Localizados nas imediações dos terminais de ônibus e da Estação Rodoviária, disfarçados de hotéis e pousadas, e com preços que variam de 5 a 15 reais por duas horas de utilização, eles atingem um segmento de público que só não faz no mato porque mato não tem.
A promoção mais criativa partiu, exatamente, de um dos motéis mais baratos: quem se hospedar por lá 5 vezes, ganha uma cesta básica inteiramente grátis. Na entrada, bem à vista do freguês, existe uma cesta de vime com sacos de feijão, arroz, açúcar, farinha etc. Mas o porteiro vai logo avisando que a cesta não faz parte do prêmio. Para transportar o rango, o cliente deve levar sacolas ou caixas de papelão.
É mole? Como diz o Zé Simão, é mole, mas sobe.

5 comentários:

Almost... disse...

Ahhh...

O sexo a mim também me faz fome, fome, muita fome... mas não tanta que me faça comer alimentos por confeccionar.

Putz! Não dá pra trocar o prémio por um bife com batatas fritas e uma cerveja bem geladinha?

r a c h e l disse...

é... tem certas coisas que abrem o apetite. e eu também AMO o simão!!! (rs)

Claudia disse...

Poxa..
Assim ele mata duas fomes c uma bocada só.. rs..
E adorei isso:
"eles atingem um segmento de público que só não faz no mato porque mato não tem."
Realizei os caras trepando num matinho ali da rodoviária.. ;o)
Bjos..

Cejunior disse...

O Simão é ótimo, sim! Meu caro José Alberto, é tudo marketing...O motel tem que viver e as tem que... bom, deixa prá lá, um abraço!

Ciça disse...

Bom saber... se Bernardo me aparece com uma sacola de produtos aqui...

na verdade estou me imaginando chegando em casa (casa da mamãe na época em que ela jurava que eu só dava beijo na boca) com uma cesta dessa e tendo de explicar de onde vinham huhuhuuhhu